Sáb, 07 de Janeiro de 2012

Águas de Oxalá

Em entrevista exclusiva, Mãe Cotinha de Òsàlà, Ìya Làse e Mãe Bete de Òsàlà, Ìyá Efun da Casa de Òsùmàrè, relatam como ocorreu a celebração Àwón Omi Òsàlà - "Águas de Oxalá" e explicam a importância da cerimônia para os iniciados e adeptos do Candomblé.

- Mãe Cotinha, em primeiro lugar sua benção!

Meu filho, Òsàlà o abençoe e encha a vida de todos vocês de alegria, sabedoria e seriedade. Meu filho, no candomblé tem que ter seriedade!

- Mãe Bete, sua benção. Em que consiste esta cerimônia das "Águas de Oxalá"?

Meu filho, que o alá de Òsàlà mesmo, cubra a todos vocês! Que o Senhor do dia de hoje dê paz, caminho e boa sorte!... As Águas de Òsàlà são um dos mais longos e belos rituais do Candomblé. Aqui é rememorada a saga de Òsàlà, concebido como pai de todos os Òrìsàs. Nossos antepassados nos transmitiram que Òsàlà fez uma viagem para visitar seu filho Sàngó, só que a viagem havia sido desaconselhada pelo Bàbáláwo. A persistência de Òsàlà e o desejo de ver o filho foram maiores. No decorrer da viagem, por três vezes, Èsù dificultou o caminho, sujando-lhe as vestes. Quando chegou ao reino de Sàngó, Òsàlà foi confundido com um ladrão de cavalos e foi injustamente preso. Aí permaneceu por sete anos, período no qual o reino de Oyó passou por inúmeras e graves dificuldades. Sàngó foi consultar o Bàbáláwo e este lhe disse que, naquele reino, estava sendo cometida uma injustiça. Sàngó teria que libertar um prisioneiro que estava ilegalmente preso há sete anos. Trouxeram Òsàlà à presença de Sàngó que logo o reconheceu e libertou. Sàngó pediu perdão a Òsàlà e ordenou que todas as pessoas do reino carregassem água para que pudessem banhar Òsàlà e se penitenciar do erro cometido! É por isso que as águas representam a purificação e penitência quanto aos erros que nós cometemos, durante a vida!

- Mãe Cotinha, como acontece esta cerimônia das "Águas de Oxalá" na Casa de Òsùmàrè?

Na Casa de Òsùmàrè, conforme a tradição, as Águas se iniciam na primeira quinta feira do ano, ao anoitecer, com a procissão de Oxalá até ao "Bàlotìn" – uma pequena cabana construída com folhas de palmeira. A partir deste momento, o silêncio na casa é obrigatório, em memória ao sofrimento de Òsàlà, durante a prisão. Na madrugada de sexta-feira, faz-se a procissão do transporte das águas, em quartinhas para o banho de Òsàlà! O trajeto é feito pela escadaria da Casa de Òsùmàrè, desde a fonte na Avenida Vasco da Gama até o alto da colina, em frente ao barracão. No domingo, celebra-se o Pilão de Òsógìyán. Os festejos se estendem aos dois domingos seguintes, quando são reverenciados Òdúdùwá e Olúfón.

- Mãe Bete, por que as pessoas se vestem de branco nas "Águas de Oxalá"?

O branco simboliza a pureza e a simplicidade, características de Òsàlà e de seus filhos. Além disto, o branco é a junção de todas as cores e Òsàlà é também sinal de união e paz! As roupas brancas representam o compromisso com o Òrìsà, que exige o sacrifício de quem as usa para mantê-las alvas!...

- Mãe Cotinha, por que a restrição de fotografia no decorrer desta cerimônia?

É o nosso sagrado, é o momento religioso no qual estamos em contato com o divino. Esses momentos, essas cerimônias são extremamente sagradas e não podem ser fotografadas, muito menos filmadas.

- Então, Mãe Cotinha, a gente pode entender que a mística acontece no mundo espiritual, que não pode ser percebido pelas lentes de uma máquina, mas somente sentido pela ótica da espiritualidade?!

Isso mesmo, meu filho! A máquina fotográfica não consegue mesmo reproduzir a energia do Òrìsà, não consegue captar o Àse!

- Mãe Bete, o que a senhora achou das "Águas de Oxalá" do ano de 2012, na Casa de Òsùmàrè?

Já fizemos a procissão das águas, nesta madrugada. Olhe, meu filho, foi uma das mais bonitas dos últimos tempos! Foi mantida a tradição e todos os preceitos exatamente como fazia minha Mãe Simplícia. Este ano vieram muitos filhos e filhas da Casa, bem como de outras casas, tanto da Bahia como de outros estados, de todo o Brasil! A escadaria da roça ficou pequena com tanta gente!.. Foi preciso fazer caracol de pessoas no pátio de frente do barracão! ...

 - Mãe Cotinha, a senhora gostaria de deixar uma mensagem para os nossos leitores?

Sim, que sejamos persistentes em nossos sonhos, como Òsàlà! Que nunca desistamos deles!... Que saibamos viver a pureza, preservando a vida, e o respeito ao próximo! ÀSE...

 

 

Comments 

 
#4 Alexandre D Ogun 21-03-2012 15:38
É com muita humildade que peço a bença para essa duas Yas de muita sabedoria. Sabias palavras de ambas e concordo que nosso sagrado deve ser mantido dentro dos nossas preceitos.

Babalorisá Alexandre D'Ogun SP.
Citar
 
 
#3 MARIA HELENA 10-01-2012 09:43
mojuba Iyas,
é um honra ver minhas mães tao sábias e maravilhosas a nos ensinar o respeito e submissão a tudo o que vem do culto a orisá. motumbá minhas Iyás.
Citar
 
 
#2 Nildinha d`Ogum 08-01-2012 16:16
Mtbá Ya Bete, como vai!
O que seria do Candomblé sem As Aguas de Oxalá, sem a pureza das aguas, sem o Ala do nosso pai,sem o nosso esforço para o ritual
mas lento e energetico do universo.
he he he pa babá.
Citar
 
 
#1 rubinho 08-01-2012 16:15
grandes mulheres sabias ao grande respeito a senhoras bença mae cotinha bença tia bete rubens de ogum sorocaba lindassssssssss sss
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Livro Religioso Casa de Oxumarê

Arquivo de Notícias

« Agosto 2014 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com

Envie Sua Notícia

Para postar notícias e informações de interesse e utilidade pública envie sua notícia para comunicacao@casadeoxumare.com