Seg, 21 de Novembro de 2011

ÌYÁMÍ ÒSÒRÒNGÁ.

africanos20na20gelede

A misteriosa sociedade Gèlèdè

Assim como os ancestrais masculinos são cultuados na Sociedade Egúngún, chamados Baba-égún, sua contraparte feminina, os ancestrais femininos, chamados Iyá-àgbà ou Iyá-mi, têm instituição na Sociedade Gèlèdé e também na Sociedade Egbé Eléékò.

Ìyámí Òsòròngá (minha Mãe Òsòròngá), Ìyámí Àjé ( minha Mãe Feiticeira), Ìyámí Eéléye (minha Mãe Senhora dos Pássaros), é como são chamadas as Mães ancestrais responsáveis pelo equilíbrio do planeta terra e senhoras do Igbá Iwa (cabaça da existência), eixo central que garante a continuidade dos seres vivos.

Detentoras de um poderoso àse, Ìyamí teve seu culto difundido por sociedades secretas femininas, destas a mais notória é a Gèlèdè, que representa as divindades através de máscaras de pássaros. A Sociedade Gèlèdè é composta por mulheres acima da idade da menopausa e dirigida pelas Erelu (mulheres detentoras dos segredos e poderes dos ancestrais femininos). Elas são consideradas Ìyámí (nossas mães) e são temidas como Àjé (feiticeiras).O culto tem por finalidade apaziguar o furor das Mães Pássaros e propiciar os poderes místicos femininos; favorecer a fertilidade e a fecundidade.

Na cultura Yorubá, as mulheres que já não tem mais o ciclo menstrual são detentoras de poderes especiais positivos e negativos. A menstruação é concebida como a fonte de purificação da mulher, quando a menstruação é suspensa, este sangue é guardado dentro dela passando a constituir-se em um reservatório de poder e de Àjé, ou seja, do poder de destruir, jogar pragas e fazer feitiços. Para os yorubás a praga de mãe ou de uma anciã é considerada a pior das maldições...

Na Nigéria, entre os meses de março e maio, antecedendo o início do período das chuvas no país, é realizado o famoso festival Gèlèdè, que tem por objetivo apaziguar as Ìyámí Àjé e reverenciar o poder feminino ancestral. Curvando-se diante da força das Ìyámí Òsòròngá  um grupo de homens se veste de mulher e, usando grandes tecidos, máscaras e  enchimentos para simular os  seios saem  dançando  pelas ruas da cidade arrastando uma multidão de crédulos e curiosos.

No Brasil, em especial na Casa de Òsùmàrè, Ìyámí Òsòròngá é reverenciada através  da  cerimônia  das Aguas de Ìyamí.   Nesta ocasião, as mulheres carregam água em jarros e, seguindo a Ìyalàse, que porta nas mãos uma mascara Gèlèdè, dão voltas em torno da árvore consagrada a essa divindade, oportunidade na qual também são realizadas oferendas.

Ìyámí Òsòròngá também está ligada ao equilíbrio das forças entre o bem e o mal, o que pode ser atestado pela mitologia relativa à  sua  chegada ao Aiye (Terra).   Conta a lenda que,  quando as Ìyámí aqui chegaram,  vieram em forma de pássaros e pousaram em três  árvores: três, na árvore do bem; três na árvore do mau;  e, uma, na árvore do equilíbrio para  intermediar e mediar os impasses e conflitos que ocorriam nas reuniões que realizavam periodicamente.

É comum na cultura Yorubá reverenciar as Grandes Mães jogando água na terra ou riscando um X com a ponta do dedo. Este mesmo costume também pode ser encontrado nas Casas de candomblé mais tradicionais do Brasil.

No culto brasileiro, como no Yorubá,  o período compreendido entre meia noite e quatro horas da manhã,  é considerado como um horário crítico porque  as senhoras da noite saem para caçar e escolher suas vítimas, emanando o Àjé,  o mal,  para que, através deste, as pessoas possam  aprender e colher àse.

Com toda certeza, esta é razão pela qual o Ìyáwó (iniciado), que ainda não completou sete anos, é proibido de se expor na madrugada.  Esta restrição deve ser obedecida com rigor pelas pessoas novas de santo, mas não pode ser desconsiderada pelos mais velhos, pois, como ressaltado na cultura Yorubá, evitar transitar neste horário é uma regra para todos.

Continuaremos falar sobre Ìyámí Òsòròngá, acompanhe nosso blog.

comentários 

 
0 #1 Elza A. SALLES 24-06-2013 12:07
ONDE ENCONTRO CENTRO NO RIO DE JANEIRO QUE TRABALHA COM ÌYAMI OSORONGÁ
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar